What is Watt? (2006)

What is Watt?

Projecto artístico interdisciplinar dinamizado a partir da Madeira. Edição de 2006, no Fórum da Maia, Porto, com António Barros, António Dantas, António Nelos, Carlos Caires, Carlos Valente, Catarina Pestana, Catarina Rocha, Celeste Cerqueira, Evangelina Sirgado, Hugo Olim, Nídia Freitas, Pedro Pestana, Pedro Ruiz, Rigo, Silvestre Pestana, Vitor Magalhães. [Texto. Imagens]


Fórum da Maia, Porto, 9 a 30 junho 2006

O evento artístico What is Watt? (2006) agora apresentado no Fórum da Maia remete para as três edições anteriores que tiveram lugar na cidade do Funchal / Madeira.

O primeiro evento artístico What is Watt? 2001 teve lugar nas instalações do Museu da Electricidade da cidade do Funchal. Este primeiro evento artístico reuniu desde logo trabalhos de um grupo heterogéneo da artistas residentes e nacionais que através de um convívio e interesses comuns reconheceram a importância dos recursos oferecidos pela electricidade para a elaboração das suas variadas propostas artísticas.

Tal convergência de interesses na utilização dos recursos electro – técnicos, permitiu na segunda edição de What is Watt (2003) não só a adesão de novos participantes como o aprofundar uma experiência inter institucional local que permitiu, e bem, utilizar as instalações do Museu da Electricidade, da Universidade da Madeira e do Museu de Arte Contemporânea da cidade do Funchal. A 3ª edição deste evento artístico (2005)realizou-se na íntegra nas instalações do Museu de Arte Contemporânea do Funchal, Fortaleza de S. Tiago.

Como artistas situados no século XXI e olhando retrospectivamente para a inovação transformadora da realidade que foi a industrialização dos dispositivos eléctricos, facilmente reconhece-se que a electricidade tornou-se, desde a sua descoberta e ao longo do século XX, no fluxo energético vital da operacionalidade do social.

Os recursos da electricidade apoiados pela industrialização da lâmpada eléctrica, aperfeiçoada por Edison em 1905, vieram alterar a atmosfera de visibilidade cromática. A ultrapassagem da esfera da luz de queima, pela dispersão esverdeada da fonte de combustão por gás, a lâmpada eléctrica propôs-nos uma luz incandescente , irradiante e contínua. Esta nova claridade projectiva tornou-se referência civilizacional da construção técnica de como podemos construir o real.

Os recursos artísticos do cinema foram desde logo reconhecidos e considerados relevantes, atendendo-se às potencialidades técnicas e à possibilidade de construção metafórica. é interessante verificar que as diversas etapas do aperfeiçoamento técnico dos recursos cinematográficos, continham já em si, os elementos modulares (imagem, movimento, som, texto) disponibilizados actualmente pelas redes informáticas e multimédia. Neste evento artístico What is Watt? as obras aqui reunidas apresentam, deste modo, caminhos, questões e problemáticas vinculadas, pelos seus autores, às diversas potencialidades das operacionalidades técnicas.


Convite >

What is Watt? - Convite 2006


Imagens da exposição >

  1. Vitor Magalhães / Pedro Pestana
  2. Catarina Rocha
  3. Silvestre Pestana / Carlos Caires
  4. Nídia Freitas
  5. Silvestre Pestana
  6. Silvestre Pestana / Carlos Caires
  7. Carlos Caires
  8. Catarina Pestana / Hugo Olim
  9. Hugo Olim / António Barros
  10. António Barros / António Dantas
  11. António Barros
  12. António Dantas
  13. Rigo
  14. António Nelos
  15. Evangelina Sirgado
  16. Celeste Cerqueira / Silvestre Pestana
  17. Carlos Caires
  18. Catarina Rocha
  19. Carlos Valente
  20. Celeste Cerqueira

Fonte > http://whatiswatt.org/index.htm


Páginas das exposições >


[Agradecemos a Hugo Olim, António Dantas e Silvestre Pestana a autorização que permitiu disponibilizar estas imagens no Arquivo Digital da PO.EX]