What is Watt? (2001)

What is Watt?

Projecto artístico interdisciplinar dinamizado a partir da Madeira. Edição de 2001, no Museu da Electricidade da Madeira, Casa da Luz, Funchal, com António Barros, António Dantas, Carlos Marques, Carlos Valente, Catarina Pestana, Celeste Cerqueira, Evangelina Sirgado, Pedro Clode, Silvestre Pestana, Vitor Magalhães. [Texto. Imagens]


Museu da Electricidade da Madeira, Casa da Luz, Funchal, 10 agosto a 1 setembro 2001

A Empresa de Electricidade da Madeira está de um modo geral associada à recente história colectiva de todos nós, e a ela estamos indissociavelmente “ligados”, quer queiramos quer não, pela produção dessa ininterrupta “corrente eléctrica” através da qual a indústria, a ciência, a tecnologia, o desenvolvimento económico e a cultura, se revelaram como exponenciais “condutores”, conectando-nos às novas configurações da realidade, induzidas pela velocidade da luz. A rápida aparição de um campo eléctrico unificador que, segundo McLuhan, eliminou ancestrais factores de tempo e espaço da associação humana, de que a internet é um recente exemplo, condicionou a nossa dependência biológica a um novo meio ambiente artificial, onde uma ocasional falta de corrente eléctrica prolongada, poderá significar uma catástrofe. Embora possamos optar entre o on ou o off como um “estado” dependente da nossa vontade, esta “corrente” ultrapassou já os nossos desejos individuais e “electrizou” os gestos mais insignificantes do nosso quotidiano. efectivamente, reestruturou a quase totalidade dos nossos artefactos e generalizou-os à escala planetária, convencionando-os com uma unidade de medida para o seu consumo: o watt.

Apesar de tecnicamente definida como unidade de potência eléctrica, equivalente à potência da corrente de um ampére, sob a diferença de potencial de um volt, o watt traduz fundamentalmente a representação económica de um bem de consumo de raiz social, do qual já não podemos prescindir. leva-nos inclusive a comportarmo-nos como verdadeiros junkies, pois estamos aumentando insaciavelmente o seu consumo. Agarrou-nos. Mais do que a água criou “psiquicamente” em nós um estado de contínua semi-dependência orgânica. A sua privação, num contexto urbano, mergulhar-nos-ia numa complexa ressaca existencial. E para muitos artistas, como para nós, a sua abstinência pode significar o abandono da obra.

Electro-junkies desde a mais simples descarga eléctrica do volt, até as labirínticas viagens virtuais no ciberespaço, propusemo-nos ao “feed-back” de equacionar na antiga central térmica conhecida na Madeira como a “Casa da Luz”, as nossas diversas práticas artísticas, como a “computer art”, a “electrografia”, etc… Pois se de alguma forma o nosso projecto invoca essa mítica e ubíqua energia subtraída a Zeus, é na “Casa da Luz”, pela sua história, pela sua actual vocação museológica complementada com um espaço dedicado a exposições temporárias, pelo que ela representa no nosso imaginário, que encontramos os “pólos” geradores desta iniciativa.

Esta afectação física a um lugar pressupõe, no entanto, a sua própria desmaterialização dado que, no seu limite, a luz eléctrica é instantânea, difusa e radicalmente descentralizada, até à consumação utópica do despojamento geográfico e “orgânico do “site”. A construção de uma página na World Wide Web, em permanente construção e aberta à participação de artistas que queiram interagir com o projecto, é pois uma questão intrínseca que pretendemos muito brevemente activar. Colocará conceptualmente o projecto noutro “standing”, muito para além do tempo e espaço desta exposição, efémera e geograficamente localizada, integra-a na “rede”, cujo suporte está na redentora e libertadora corrente eléctrica que, eufemisticamente, parece querer separar o nosso espírito da matéria. E é com este espírito que procuramos, como artistas conscientes de que os meios tecnológicos recriam o homem, tornar esta exposição num acto fundador de novos projectos que, a seu tempo, surgirão sobre o denominador comum que originou o título desta exposição: What is Watt?.

Agradecimentos: Galeria Porta 33; Secção Autónoma de Arte e Design da Universidade da Madeira; Direcção Regional dos Assuntos Culturais.


Convite >

What is Watt? - Convite 2001


Imagens da exposição >

  1. Vista de exposição Museu da Electricidade
  2. Vista de exposição Museu da Electricidade
  3. Vista de exposição Museu da Electricidade
  4. Silvestre Pestana / António Barros
  5. António Barros
  6. Silvestre Pestana
  7. Carlos Valente
  8. Carlos Marques
  9. Vitor Magalhães _ VMagal
  10. Carlos Valente
  11. Pedro Clode
  12. Celeste Cerqueira

Fonte > http://whatiswatt.org/index.htm


Páginas das exposições >


[Agradecemos a Hugo Olim, António Dantas e Silvestre Pestana a autorização que permitiu disponibilizar estas imagens no Arquivo Digital da PO.EX]