A Performance Arte como intervenção nos Encontros Internacionais de Arte (1974 – 1977)

A Performance Arte como intervenção nos Encontros Internacionais de Arte (1974 – 1977)

Dissertação de Mestrado de Caroline Rebeca Comin Silva sobre Performance Arte em Portugal. [Dados. Resumo. Ligação]


Descrição > Author: Silva, Caroline Rebeca Comin | Advisor: Jürgens, Sandra Vieira | Defense Date: 15-Jan-2020 | História da Arte, FCSH da UNL, Portugal

Resumo > Diante das transformações sociopolíticas e culturais provocadas pela Revolução dos Cravos em Portugal surgiram algumas problemáticas em torno do papel da arte e do artista na sociedade. O objetivo neste projecto de pesquisa constitui-se, portanto, em uma análise das propostas de performance arte realizadas durante os Encontros Internacionais de Arte (Valadares, 1974; Viana do Castelo, 1975; Póvoa de Varzim, 1976 e Caldas da Rainha, 1977), utilizando-as enquanto práticas artísticas paradigmáticas de um novo momento em que se requeria dos artistas um empenho a nível social. Através da prática da performance nestes eventos propõe-se analisar a operatividade do conceito de intervenção, na forma como este foi refletido desde o início do século XX e, sobretudo, por Egídio Álvaro, crítico de arte português e coorganizador dos Encontros.

Abstract > In face of the socio-political and cultural transformations caused by the Carnation Revolution in Portugal some problems emerged around the role of art and the artist in society. The objective with this research project is therefore an analysis of the performance art proposals made during the Encontros Internacionais de Arte (International Art Encounters – Valadares, 1974; Viana do Castelo, 1975; Póvoa de Varzim, 1976 and Caldas da Rainha, 1977), using them as paradigmatic artistic practices of a new moment in which artists were required to engage socially. Through the practice of performance in these events it is propose to analyze the operability of the concept of intervention, as it has been reflected since the early twentieth century and, especially, by Egídio Álvaro, portuguese art critic and co-organizer of the Encontros.

URI (Open access) > http://hdl.handle.net/10362/93700