Anti-isolamento, divergência e alternativa: a copy art enquanto prática artística dissidente

Bruno Ministro, Anti-isolamento, divergência e alternativa: a copy art enquanto prática artística dissidente

Artigo de Bruno Ministro sobre eletrografia e copy art em Portugal. [Resumo. Ligações]


Descrição > Autor: Bruno Ministro | Título: Anti-isolamento, divergência e alternativa: a copy art enquanto prática artística dissidente | Revista: Biblos. Revista da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, N.º 7 (2021): Dissidências | Páginas: 51-72 | DOI: https://doi.org/10.14195/0870-4112_3-7_3

Resumo > Partindo de um entendimento expandido da noção de dissidência, neste artigo argumentar-se-á que as práticas artísticas conhecidas como eletrografia e copy art se caracterizam, por um lado, como uma forma radical de dissidência em relação ao sistema editorial e ao mundo da arte, apresentando, por outro, as suas próprias alternativas. Assim, não só os seus trabalhos tomam a forma de publicações experimentais que desestabilizam os conceitos tradicionais de obra e autoria, como, nesse mesmo movimento, apresentam propostas de canais contra-hegemónicos de comunicação e de cooperação entre artistas.

Palavras-chave > Fotocópia, Arte postal, Mundo da arte, Estética, Política

Ligação externa (pdf) > | https://doi.org/10.14195/0870-4112_3-7_3