Em torno da obra de Salette Tavares: «Ensinaram-me a ler / aprendi a ver» [Facebook da FCG, 7-07-2021]

Em torno da obra de Salette Tavares: «Ensinaram-me a ler / aprendi a ver» [Facebook da FCG, 7-07-2021]

Patrícia Rosas e Margarida Brito Alves conversam sobre Salette Tavares no contexto da exposição «Tudo o que eu quero: Artistas Portuguesas de 1900 a 2020»


“A exposição retrospetiva Salette Tavares: Poesia Espacial, organizada no CAM em 2014, teve por base uma investigação aprofundada sobre o trabalho de uma artista à qual, até então, não vinha a ser dada a devida visibilidade. Neste sentido, a exposição contribuiu expressivamente para o conhecimento da obra visual de Salette Tavares (1922-1994), que cruzou, de forma continuada, a produção literária e a prática artística. A disseminação e a discussão da sua obra ganharam entretanto maior expressão, o que permitiu o desenvolvimento de um debate crítico em torno das suas múltiplas valências. Aproveitando o facto de algumas das suas obras estarem presentes na exposição Tudo o que eu quero, atualmente aberta ao público na Fundação Gulbenkian, esta conversa explorará o universo visual de Salette Tavares contribuindo para o alargamento desta discussão.”

Fonte: https://gulbenkian.pt/agenda/conversa-online-em-torno-da-obra-de-salette-tavares/


Com Patrícia Rosas e Margarida Brito Alves

Data: quarta, 07 julho 2021 / 17:00

TRANSMISSÃO: A conversa será transmitida em direto através do Facebook da Fundação.

Acesso livre