Pensar a Imagem Olhar o Texto. Experimentos poéticos na educação de infância

Pensar a Imagem Olhar o Texto. Experimentos poéticos na educação de infância

Livro de Estela Rodrigues com relato de criação de experimentos poéticos com crianças da Educação Pré-escolar. [Capa]


Capa >

Pensar a Imagem Olhar o Texto. Experimentos poéticos na educação de infância


Descrição > Autor: Estela Rodrigues | Título: Pensar a Imagem Olhar o Texto. Experimentos poéticos na educação de infância | Data: 2019 | Local de edição: Porto | Editor: Edições Afrontamento | Coleção: Biblioteca das Ciências Sociais – Ciências da Educação | ISBN: 978-972-36-1741-2 | 270 páginas

Da introdução > “Para que não se façam-desfaçam palavras tão sós na areia da fala, surge este livro. Um livro sobre um projeto desenvolvido com um grupo de vinte e cinco crianças, com idades entre quatro e seis anos, em contexto de jardim-de-infância da rede pública, inspirado nos movimentos transnacionais de Poesia Experimental, Visual, Espacial e Concreta, iniciados na segunda metade do século XX.”


Conteúdos >

Apresentação, por Maria Assunção Folque

Prefácio de Rui Torres

Introdução

PARTE I – MODOS DE VER MODOS DE SABER

Capítulo 1: Aproximação às Poéticas Experimentais

1. Abrir a obra e reinventar a leitura
2. Poesia Concreta no Brasil
3. Poesia Experimental em Portugal
4. Seleção do corpus de trabalho «Pensar a Imagem Olhar o Texto»

Capítulo 2: Toda a arte é metalinguagem

1. Relações intersemióticas e interpretação
2. Da sensibilidade epilinguística à consciência metalinguística

Capítulo 3: A emergência semiótica

1. Uma língua alberga várias línguas
2. A pegada gráfica da infância
3. Gestualidade narrativa ou pré-escrita?
4. As ideias da criança sobre a escrita alfabética

PARTE II – AJUDA-NOS A MIRAR

Capítulo 4: Sentidos do estético e educação de infância

1. O caminho do sensível
2. A epopeia cultural e os desvios do humano
3. Reflexões sobre educação artística e estética
4. Artes e linguagens

Capítulo 5: Tudo o que é fácil de ensinar é inexato

1. Complexidade: nem complicar nem facilitar
2. Pedagogias de inspiração

Capítulo 6: Aprender a compreender o que não se compreendera

1. Se é a primeira vez, não tente ler como poesia
2. Declarações, intenções e compromissos
3. Ações mobilizadoras para aprender a compreender
4. A documentação processual do projeto

PARTE III – PENSAR A IMAGEM OLHAR O TEXTO – UM PROJETO

Capítulo 7: Contextualização e ação

1. Que contexto? Quem é quem?
2. O cenário pedagógico e o sistema de organização cooperada
3. O ambiente literácito e ideográfico antes do projeto
4. «Pensar a Imagem Olhar o Texto» – Um projeto

Capítulo 8: Experimentos poéticos e saberes partilhados

1. Trabalhos que o nome dá
2. Poemas-mar
3. Poemas-gesto
4. Brincando com anagramas, parónimos e onomatopeias
5. Danças, tonturas, giros e vira-ventos
6. Uma única palavra e o prazer da repetição
7. Poemas com terra
8. Poemas sensitivos
9. A «Fábrica» e os objetos-texto
10. Poemas quase cinéticos
11. A gestualidade da escrita
12. As letras e o som da voz
13. Texto-imagem figurativo
14. Gifpoema, poema audiovisual e interpretação vocal
15. Correspondência e Arte-postal

Refletir para não concluir

Bibliografia


Edições Afrontamento > http://www.edicoesafrontamento.pt