Uma tentativa de leitura em torno do sentido, da vida. Este “do prazer do texto ao sistema da moda”

Uma tentativa de leitura em torno do sentido, da vida.

Texto de Margarida Anjos Amaro sobre “V_iver”, de António Barros. [Texto. Ligação]


“V_iver” – trabalho que me despertou o olhar…

Percepciono que além do V de V itória e de V iver temos ainda o M do colarinho aberto da camisa, o que me permitiria acrescentar uma ode na lapela: M ode. Um canto de vitória, à vida. M de M oda ou de M ode. Ode em grego significa canto. Ode, canto à vida. A raiz etimológica de moda é modus. Para U. Eco, modus remete para as regras herdadas da civilização grego-latina, modus o princípio lógico e o princípio ético e, em consonância com este último, há uma medida para todas as coisas, portanto, há limites, fronteiras para além das quais se deixa de ser recto, ético. É de ética, de rectidão de modus que se trata também na Grécia, hoje.

Modas e modus. M ode.


V(l)er tb >