Palavras-Valise e Postextos na Redobra Poética de E. M. de Melo e Castro

Revista Barroco Digital, nº 1

Artigo de Pedro Ávila publicado na Revista Barroco Digital. [Resumo. PDF]


Descrição > Pedro Ávila, Palavras-Valise e Postextos na Redobra Poética de E. M. de Melo e Castro, in: Revista Barroco Digital, nº 1, setembro de 2021, pp. 120-126. https://www.revistabarroco.com.br/

Resumo > A poesia de E. M. de Melo e Castro (1932-2020), pode ser vista como a contrapartida portuguesa à ao movimento concretista Apesar de não ter sido tradutor como Décio Pignatari (1927-2012), Haroldo (1929-2003) e Augusto de Campos (1931-), Melo e Castro foi um dos principais nomes da poesia experimental realizada em Portugal a partir da segunda metade do século XX, tanto como praticante quanto como teórico. O poeta é mais conhecido por seus poemas visuais, tendo sido pioneiro em utilizar técnicas de vídeo e programação de software para criar poemas. Contudo irei analisar três poemas seus menos evidentemente visuais, todos originalmente publicados no livro Versus-in-versus, de 1962.

Ligação externa (PDF completo da Revista) > https://www.revistabarroco.com.br/pdfviewer/barroco-digital-01/