Cartografia agônica do lirismo português em poema de Melo e Castro

Forma Breve, Nº 6, 2008

Artigo de Maria Heloísa Martins Dias sobre o experimentalismo de E. M. de Melo e Castro. [Dados. Resumo. Ligação]


Dados >

Autora: Maria Heloísa Martins Dias
Título: Cartografia agônica do lirismo português em poema de Melo e Castro
Revista: Forma Breve, Nº 6
Data: 2008
Número temático: O conto em Língua Portuguesa
Páginas: 459-465
DOI: 10.34624/fb.v0i6.26995


Resumo: Alinhada aos propósitos experimentais da vanguarda poética portuguesa da década de 60, a poesia de Ernesto Manuel de Melo e Castro integrou em sua linguagem novas soluções para a performance estética da materialidade sígnica, dinamizando o espaço da construção e os mecanismos de operação com o verbal associado a outras linguagens.

Palavras-chave: poesia portuguesa, Ernesto Manuel de Melo e Castro, lirismo, experimentalismo, ruptura


Abstract: In tune with the experimental purposes of the poetic avant garde of the 60’s, Ernesto Manuel de Melo e Castro has assimilated new solutions connected with the aesthetic performance of sign materiality and has integrated them with his language, by activating the construction space and the verbal operative mechanisms associated to other languages.

Keywords: Portuguese poetry, Ernesto Manuel de Melo e Castro, lyricism, experimentalism, rupture

URI: https://proa.ua.pt/index.php/formabreve/article/view/26995