Escrita, orientalismo e experimentalismo na obra de Ana Hatherly – diálogos entre Tisanas e O Mestre

Escrita, orientalismo e experimentalismo na obra de Ana Hatherly - diálogos entre Tisanas e O Mestre

Dissertação de mestrado de Giovanna Agio Manfro, FLUP. [Resumo. PDF]


Descrição > Author(s): Giovanna Agio Manfro | Title: Escrita, orientalismo e experimentalismo na obra de Ana Hatherly – diálogos entre Tisanas e O Mestre | Issue Date: 2021-11-03 | Document Type: Dissertação | Rights: openAccess | Supervisor: Rosa Maria Martelo | Mestrado em Estudos Literários, Culturais e Interartes, Especialização em Estudos Românicos e Clássicos, Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Ligação externa > https://hdl.handle.net/10216/137438

Resumo > A escritora portuguesa Ana Hatherly é uma das principais figuras do Experimentalismo em Portugal. Sua escrita articula questões relacionadas com a legibilidade e ilegibilidade do texto, trazendo para a discussão o papel do leitor na interpretação de suas obras. A presente dissertação é uma tentativa de analisar as formas como Ana Hatherly propõe essas questões, a partir da leitura de duas obras: O Mestre e Tisanas. A primeira é uma narrativa ficcional escrita no final dos anos 1950; a segunda, um conjunto de textos comumente considerados “poemas em prosa” e publicados desde o início dos anos 1960 até os anos 2000, sendo referidos pela autora como um work in progress. Procuramos aproximar essas obras explicitando suas semelhanças, e cotejando-as com os prefácios e ensaios que Hatherly escreve sobre sua produção poética e artística. Também pretendemos analisar a influência oriental que permeia ambas as obras e sua relação com o koan budista. O poema em prosa e sua relação com a atitude experimental que marca a obra de Hatherly serão igualmente abordados neste trabalho.

Palavras-chave > O Mestre, Tisanas, poema em prosa, koan, Experimentalismo