Cão vaiado

António Barros, Cão vaiado

Objecto-poema de António Barros. [Imagens]


Cão vaiado

Cão vaiado, 1973-2014. Objecto-poema, memórias volantes no imaginário de artitudes urbanas, parte integrante de “Revisitações icónicas”, Funchal-Coimbra.