8 livros de artista de Fernando Aguiar

Exemplares únicos, assinados e datados pelo autor, distribuídos pela Granary Books em Junho de 2022. [Imagens. Ligações]


Todas as imagens foram cedidas por cortesia de Granary Books (https://www.granarybooks.com) e Fernando Aguiar.


Fernando Aguiar, (A)VERBAL, 2018 >

Edição de autor, 2018. Item #3084. Invólucros azuis oblongos, 11 9/16 x 4 1/2 pol., 16 folhas (32 pp.), presos com dois parafusos de metal. Capa pintada em acrílico em cartolina de 400 gr. Páginas interiores pintadas com tinta acrílica e estampadas à mão. Sobre a obra, o artista observa: “ao contrário da maioria dos meus livros de artista, este não tem referência a signos verbais, resultando num livro puramente visual”. Assinado por Aguiar no verso da contracapa.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3084/fernando-aguiar/a-verbal


Fernando Aguiar, BOO OOO OOK 3, 2011 >

Edição de autor, 2011. Item #3087. Invólucros vermelhos com abas, 15 x 10 1/4 pol., 24 pp., cólofon de seda. Segundo o artista, as imagens foram produzidas com tinta acrílica sobre papel vegetal, sobre o qual foram aplicados carimbos de metal e madeira com tinta acrílica adicional. Assinado por Aguiar na contracapa.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3087/fernando-aguiar/boo-ooo-ook-3


Fernando Aguiar, BOO OX #5, 2018 >

Edição de autor, 2018. Item #3081. Caixa feita de papel pardo sobre placas finas, 6 1/4 x 8 1/4 pol. A caixa contém 30 monoimpressões feitas à mão com tintas acrílicas sobre papel e cartão, cada uma medindo aprox. 5 1/16 x 7 7/16 pol. com o nome do poeta estampado no verso. As estampas são embrulhadas em papel de seda. Uma etiqueta com o título e o nome do poeta é colada na tampa da caixa com duas letras tridimensionais também coladas na tampa. Não há ordem específica para as gravuras, exceto de acordo com o cólofon, “aquela dada pelo autor no ato da encadernação”. Cólofon assinado e datado (em português) no fundo da caixa; uma tradução inglesa do cólofon funciona como uma página de rosto. Edição única.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3081/fernando-aguiar/boo-ox-5


Fernando Aguiar, Certificate of Authenticity [Certificado de autenticidade], n.d. >

Edição de autor, s.d. Item #3088. Do artista: “Sempre achei redundante para um artista contemporâneo (principalmente se ele está vivo…), criar uma obra de arte, assiná-la (como é comum nestes casos…) e depois rubricar ou assinar um ‘papel’ dizendo que este trabalho é autêntico (supostamente com a mesma assinatura com que assinou o trabalho…) Parece-me óbvio que alguém que tenha a capacidade para falsificar uma obra de arte (seja desenho, pintura, escultura…) terá também a possibilidade de falsificar o respetivo certificado. Por isso, e ‘extremamente preocupado com esta questão’, decidi criar um Certificado de Autenticidade que seja efetivamente autêntico. O projeto inicial (em 2018) era imprimir este certificado em tela, na medida 100×150 cm, numa tiragem de 10 exemplares, numerados e assinados, mas entretanto fiz esta edição em papel (em 2020), com tiragem de 100 exemplares numerados e assinados.” Trata-se da tiragem de 100 exemplares, numerados e assinados por Aguiar.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3088/fernando-aguiar/certificate-of-authenticity


Fernando Aguiar, IMAGO, 2019 >

Edição de autor, 2019. Item #3085. Encadernação com com espiral de metal, 12 x 12 pol., 38 pp. Uma monoimpressão com 9 7/8 x 5 1/8 pol. está colada na capa com letras acrílicas tridimensionais individuais que formam o título. Para esta edição única, em 2011, Aguiar pintou chapas com tinta acrílica e carimbos de metal impressos à mão, também em acrílico. Em 2019, ele descreveu o seu processo de reelaboração dessas páginas iniciais: “Peguei em algumas dessas folhas pintadas, cortei e colei esses pedaços de papel pintado num suporte de cartão, conforme uma estrutura previamente delineada”. Assinado na capa por Aguiar, com a data da encadernação do livro.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3085/fernando-aguiar/imago


Fernando Aguiar, DA REVOLUÇÃO AO INDUSTRIAL, 2018 >

Edição de autor, 2018. Item #3086. Invólucros oblongos de vinil preto, 14 3/8 x 4 3/4 pol., 16 folhas (32 pp.), encadernados com polipropileno, com parafusos e porcas. Capa pintada em acrílico. Segundo Aguiar, este livro único “é feito por impressão manual de gravuras em metal, repetindo os mesmos elementos gráficos de página para página, com pequenas alterações destes elementos na página, bem como na intensidade com que são impressos”, acompanhado também por elementos de pontuação gráfica. Continua: “é um livro de artista com uma forte componente conceptual”. Assinado por Aguiar na última página.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3086/fernando-aguiar/da-revolucao-ao-industrial-from-revolution-to-industrial


Fernando Aguiar, O DEDO (poema em 22 andamentos), 1981/1986 >

Edição de autor, 1981. Item #3082. Invólucros de papel pardo, 4 1/4 x 12 3/16 pol., 32 pp., com um dos poemas (nº 14) colado na capa e tratado com impressões digitais em várias cores. Um segmento da capa foi recortado para revelar o título e o nome do poeta na metade da página. Sobre esta obra, Aguiar observa: “os 22 movimentos deste livro têm como tema o dedo, através de poemas verbais, experimentais e visuais. O meu poema mais publicado de todos os tempos (mais de 50 vezes, em revistas, antologias e catálogos) intitulado ‘Dois dedos de conversa’, criado em 1978, está incluído neste livro.” O poeta observa que esta obra foi publicada em 1981, com uma tiragem de 1.000 exemplares que “praticamente se esgotaram”. Aguiar continua: “Em 1986, com uma parte dos livros que sobraram, fiz uma série de colagens na capa desses livros, com pedaços de páginas de exemplares que tinham sido devolvidos pelas livrarias com dobras, vincos ou com capas sujas ou rasgadas, nos quais ‘imprimi’ as minhas próprias impressões digitais com tinta de carimbo. Todas as capas têm colagens e ‘impressões digitais’ com diferentes formas e cores.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3082/fernando-aguiar/o-dedo-poema-em-22-andamentos-the-finger-poem-in-22-movements


Fernando Aguiar, Verbalidades #1, 2017 >

Edição de autor, 2017. Item #3083. Invólucros oblongos castanho-escuros encadernados com dois parafusos de metal, 8 x 5 1/2 pol. 24 pp. Para esta edição única, Aguiar pintou as páginas do livro em papel dobrado com tinta acrílica e imprimiu-as à mão com carimbos de metal. O artista observa que dois livros foram feitos com pinturas diferentes, mas com as mesmas características (em termos de dimensões, encadernação e cólofon de papel de seda, aqui presente). Assinado e datado por Aguiar na contracapa.

Fonte das imagens e descrição: https://www.granarybooks.com/pages/books/3083/fernando-aguiar/verbalidades-1-verbalities-1


[Agradecemos à Granary Books e a Fernando Aguiar a autorização que permitiu disponibilizar esta entrada no Arquivo Digital da PO.EX]