1ª Bienal “Jorge Lima Barreto – Arte é Vida e Vida é Arte!” [Centro Cultural dos Condes de Vinhais, 4, 5 e 6-07-2014]

Entre 4 e 6 de Julho de 2014, decorre no Centro Cultural dos Condes de Vinhais a 1ª edição da Bienal “Jorge Lima Barreto – Arte é Vida e Vida é Arte!”, com exposições, concertos, workshops, comunicações, performances, e uma exposição bibliográfico-documental sobra a Vida e Obra de Jorge Lima Barreto. [Texto. Ligações]


Esta iniciativa integra, na sua primeira edição, uma constelação de obras de autores que habitaram a geografia e as pluridisciplinares áreas do planeta de interesses artísticos de Jorge Lima Barreto (1949-2011), onde a PO.EX se inscreve.

Além das exposições, concertos, workshops, comunicações e performances, complementa a mostra uma exposição bibliográfico-documental sobra a Vida e Obra do exímio autor Jorge Lima Barreto, valor singular da Cultura e Arte Contemporânea portuguesas.


Ligações >


Programa [Conforme informação disponível nas páginas do evento] >

  • Dia 4 de Julho, 6ª-feira
    • 17h00 Abertura | Exposição: JLB – Viver com a tua música nos olhos!; “Piano Dentelle #2” – Joana Vasconcelos; “Portugal no seu melhor” – António Barros; “Águas Vivas” – Silvestre Pestana
    • 18h00 Conferência – “Um Rouxinol na ordem zero” – Vítor Rua
    • 21h30 Concerto Multimédia/Performance – Sweet Violence (Vítor Rua e Luís San Payo); Manoel Barbosa (performance) e Ilsa d’Orzac (vídeo & instalação)
  • Dia 5 de Julho, sábado
    • 14h30 Conferência – “Arte do Som” – Kersten Glandien
    • 15h00 Workshop de música com Chris Cutler, Vítor Rua e Jonas Runa
    • 17h00 “Piano Dentelle #2” de Joana Vasconcelos, com Concerto/Performance de Jonas Runa
    • 21h30 Concerto – Zul Telectu, Chris Cutler, Kersten Glandien e Ilsa d’Orzac
  • Dia 6 de Julho, domingo
    • 14h30 Workshop de performance com Ana Borralho e João Galante
    • 17h00 Conferência – “Energia Musical Irrealizada” – Jonas Runa
    • 21h30 Concerto/Performance – Telectu Kolective, Ana Borralho e João Galante

Ler tb >


Cartaz da 1ª Bienal Jorge Lima Barreto