CFP: Conferência “Ana Hatherly: Programabilidade e Criação” [29-06-2019, Auditório do Centro Cultural de Cascais]

Conferência organizada por Ana Marques e Mário Avelar sobre Programabilidade e Criação na obra de Ana Hatherly, a realizar a 29 de Junho de 2019 no Auditório do Centro Cultural de Cascais [Call. Ligações]


Site da Conferência


Chamada para Comunicações

O tema “Programabilidade e Criação” pretende interrogar o conceito de ‘programa’ através da reflexão sobre a importância de constrangimentos na produção de objectos artísticos. O conceito de programa, explorado em termos teóricos e práticos na obra literária e plástica de Ana Hatherly, permite averiguar a produtividade dos mecanismos criativos associados à exploração de restrições que operam como ferramentas de composição, sendo a sua descoberta parte integrante do jogo artístico. As experiências estéticas associadas à programabilidade centram-se, por isso, mais nos próprios processos de produção do que nas formas produzidas. Das experiências visuais barrocas às estéticas algorítmicas, passando por OuLiPo ou pelo concretismo, a obra de arte, fruto de um programa criativo produtor e aberto, torna-se uma máquina geradora de novos objectos. Nesta conferência pretende-se explorar a aplicabilidade do conceito de programa a diferentes linguagens artísticas, problematizando a definição de constrangimentos e o lugar da processualidade no acto criativo e na experiência estética.

A Conferência “Ana Hatherly: Programabilidade e Criação” terá lugar no dia 29 de Junho de 2019, das 10h00 às 17h00, no Auditório do Centro Cultural de Cascais. A inscrição é gratuita. As comunicações não deverão exceder os 15 minutos. Os abstracts, com uma extensão máxima de 250 palavras, deverão ser enviados para: ah.programa.cria2019@gmail.com

Prazo para envio de abstracts: 26 de Abril de 2019

Os oradores serão convidados a apresentar artigos completos para publicação na Revista da Cátedra Cascais Interartes, no primeiro semestre de 2020.


Temas propostos:

1) precedentes históricos do experimentalismo português;

2) diálogos internacionais na arte experimental portuguesa;

3) relações interartes na obra de Ana Hatherly;

4) reconfigurações da leitura na poesia concreta e visual;

5) poesia experimental e literatura electrónica;

6) criação e reflexividade;

7) programabilidade e criação nas artes experimentais;

8) estéticas algorítmicas;

9) a processualidade no acto criativo e na experiência estética.


Comissão Organizadora:

Ana Marques

Mário Avelar

Comissão Científica:

Anabela Duarte

Ana Marques

Fernando Aguiar

Manuel Portela

Mário Avelar

Miguel Carvalhais

Ricardo Guerreiro

Rui Torres

Sandra Guerreiro Dias