Fantasia breve, a palavra-espuma

Rui Torres, Fantasia breve, a palavra-espuma

Poemas digitais de Rui Torres, com combinatória textual, baseados na poesia de Ana Hatherly. [Script. Imagens]


o anagrama, para ana hatherly. 9 poemas infinitos, 9 superfícies sobrepondo esses poemas, 9 minutos. reiniciar. i.e.: 9 textos em metamorfose, fantasia breve. 9 poemas em indeterminação, palavra-espuma.


de: rui torres. com: ana hatherly, nuno ferreira. para: festival silêncio, fernando aguiar, galeria boavista. programado em xml, javascript e HTML.


Ligação > http://www.telepoesis.net/palavra-espuma


Imagens (capturas de tela) de alguns momentos da combinatória (aleatória) [uma entre quase infinitas possibilidades] >

Poemas-base >

1. um rio de escondidas luzes atravessa a invenção da voz: avança lentamente

2. pensar, tactear uma sombra: entrar de rastos na profusão dos escuros

3. o círculo, forma eleita: ovo, zero, ciclo, toda a ciência

4. noite: canto-te para que definitivamente existas

5. leve arrepio, teu éter: é no ar que tudo irrompe, fulminante

6. pavão negro da escrita: exibe o luxo no vazio da página

7. ímpeto fugidio e secreto: um calculador de improbabilidades

8. as palavras, línguas dos olhos, aproximam-se: soltam montanhas de espuma na areia da fala

9. ah, a fantasia breve, a ânsia de infinito: torrente que se abre na garganta


V(l)er tb >