Descrição > Autor: Campino, Sara Lacerda | Título: O experimentalismo na obra de Alexandre O’Neill | Dissertação apresentada para cumprimento dos requisitos necessários à obtenção do grau de Mestre em Estudos Portugueses (Especialização em Estudos Literários), Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa | Data: 2011.


Resumo > Alexandre O’Neill, fundador do movimento Surrealista português em finais de 1940, é também considerado um dos primeiros autores a explorar a visualidade da mancha gráfica do texto revelando uma aproximação à Poesia Concreta que será amplamente desenvolvida pela Poesia Experimental Portuguesa dos anos 60. Como tal, esta dissertação propõe uma análise da materialidade do trabalho poético de O’Neill fundada em conceitos do experimentalismo, que também retomam técnicas usadas pelo Surrealismo e pelas vanguardas históricas, como a colagem e a montagem. Inserindo-se no domínio da relação Palavra-Imagem na qual se inclui também a Poesia Visual, este estudo da obra poética de O’Neill pretende igualmente ensaiar uma definição de um sentido lato de experimentalismo comum às Neovanguardas, onde diferentes media do domínio artístico e da comunicação (como a publicidade, a bandadesenhada e a pintura) interagem e trocam de papéis, procurando fundir-se com a vida.


Ligação > http://hdl.handle.net/10362/7096