Descrição > CASTELO BRANCO, Edwar de Alencar. PO-EX: a poética como acontecimento sob a noite que o fascismo salazarista impôs a Portugal. Rev. Bras. Hist. [online]. 2014, vol.34, n.67, pp. 131-155. ISSN 1806-9347


Resumo > O ano de 2014 assinala o quadragésimo aniversário da Revolução dos Cravos, acontecimento que pôs fim ao Estado Novo Salazarista, uma das mais longevas ditaduras de toda a Europa Ocidental. A pretexto dessa efeméride, o artigo procura tomar o PO-EX – movimento literário experimental que renovou a poesia portuguesa entre as décadas de 1960 e 1970 – como signo de uma época em que a linguagem, não apenas em Portugal mas em boa parte do mundo, tornou-se um problema de ordem histórica. Teoricamente o artigo é suportado pela ideia de que a linguagem constitui um dos lugares de acontecimento da história, enquanto do ponto de vista empírico o trabalho se apropria, basicamente, de textos teóricos e de documentos da Poesia Experimental Portuguesa. Palavras-chave > Portugal; ditadura; poesia experimental.


Abstract > The year 2014 marks the 40th anniversary of the Carnation Revolution an event that ends with the Salazarist dictatorship in Portugal, one of the more long-lasting ones in Western Europe. Having as a pretext this ephemeris, the article seeks to understand the "PO-EX"– a literary movement that renewed the Portuguese Poetry between the years 1960's and 1970's – as sign of a time in which the language, not only in Portugal but in a great part of the world, became a problem of historical order. From a theoretical point of view this work is supported by the idea that language is one of the places where history happens, while from an empirical point of view, this work draws, basically, on theoretical texts and documents from Portuguese Experimental Poetry. Keywords > Portugal; dictatorships; experimental poetry.


Texto >


Ligação permanente > http://www.po-ex.net/pdfs/edwar-castelo-branco_a07v34n67.pdf | Ligação original >http://www.scielo.br/pdf/rbh/v34n67/a07v34n67.pdf


[Agradecemos a Edwar de Alencar Castelo Branco a autorização que permitiu disponibilizar este texto no Arquivo Digital da PO.EX]