[Este texto foi também publicado em inglês no Electronic Literature Directory, parceiro institucional do Po-ex.net - http://directory.eliterature.org/node/3907]


Scriptpoemas (2005-) é uma colecção de poemas que se encontra em construção desde 2005. Antero de Alda foi descrito por Rui Torres como um explorador de novos caminhos para "a poesia animada por computador" (Torres, 2008). Criados através dos programas Flash, JavaScript e ActionScript, estes pequenos poemas, (aparentemente) prontos-a-consumir, representam frequentemente a actividade ou atributo citados no título. Cada poema parece espelhar o significado literal das palavras usadas para o descrever: o "poema na prisão " surge atrás das grades, o poema esférico pode ser descrito como um objecto redondo. Porém, assim que os poemas são activados pelo leitor, novos detalhes começam a surgir. Antero de Alda usa o ambiente digital para revelar as inúmeras facetas de um poema, bem como o poder evasivo da linguagem. A arbitragem do signo é afinal profusamente explorada por Antero de Alda em cada poema. Nada é o que parece e ícones, conceitos ou fotografias famosas são descontextualizadas e tornadas em armadilhas para os sentidos. Versos, estrofes e linguagem verbal são reconfigurados como (ou interligados com) ícones, sons e animações. Estes não são representações fiéis de objectos mas partículas de uma reflexão, ainda em curso, sobre linguagem, literatura e vida.


Ler tb >


Referências >

Torres, Rui (2008). "Scriptpoemas' introduction", in http://www.anterodealda.com/scriptpoemas.htm