Desde Sex, 13 outubro 2017 até Seg, 15 janeiro 2018 | 10:00 até 18:00 | Encerra às terças | Bilhetes 3€

@ Coleção do Fundador – Galerias do Museu e Galeria do piso inferior [Av. de Berna, 45A, Lisboa]

Texto de apresentação (retirado de https://gulbenkian.pt/museu/evento/ana-hatherly-barroco/) >

Esta exposição-ensaio tem apenas um assunto: Ana Hatherly e o Barroco. No entanto, não nos centramos apenas na influência do Barroco nas obras da artista, mas em como a investigação e experimentação de Ana Hatherly revalorizou esse denegrido período histórico e modificou a nossa conceção do passado – afinal, a tradição é um território inexplorado de aventura e de contínuo espanto. Deste modo, juntando objetos, obras e documentos de períodos históricos distintos, que Ana Hatherly analisou ou indicou nos seus ensaios, organizamos um percurso expositivo a partir de categorias essenciais do Barroco: o Mundo como Labirinto; a importância do Lúdico; a Vida como Nada diante da Morte; a Alegoria e a folia da Interpretação; o Diálogo oblíquo entre pintura e poesia; e a Metalinguagem da obra de arte que se reflete a si mesma.

São muitas as portas de entrada neste edifício, pois também foram variadas as declinações da obra de Ana Hatherly: nos ensaios e investigação académica; na poesia e na prosa; nos desenhos, nas re-colagens, nas performances, nos filmes, nos programas televisivos… Um labirinto onde tudo gira à volta da escrita, como afirmou. Esse jardim feito de tinta, onde a artista reinventa o mundo caminhando por entre signos, é o lugar enigmático do jogo – e desta exposição como jogo.

Curadoria: Paulo Pires do Vale, com a colaboração de Nuno Vassallo e Silva


Programação complementar e outras informações > https://gulbenkian.pt/museu/evento/ana-hatherly-barroco/