No dia 24 de Março de 2012, entre as 17:00 e as 19:30, o projecto PO.EX co-organizou, com o apoio da Biblioteca de Serralves, uma mesa redonda com a participação de Johanna Drucker, consultora do projecto PO.EX. O título da Mesa Redonda foi “Edição electrónica e a materialidade do livro: Poesia experimental, livros de artista e banda desenhada”, tendo a moderação sido feita por Rui Torres.


Resumo da Mesa Redonda > A convergência multimodal das textualidades digitais abre um novo espaço de edição e arquivo no que diz respeito a formas multimédia e intermédia de escrita. No actual contexto tecnológico, a poesia experimental e de invenção oferecem um espaço particularmente relevante para testar as potencialidades da representação e da edição digital. Esta mesa redonda discutirá a visualidade e a intermedialidade presente nas práticas experimentais, bem como a remediação, as migrações interartísticas e a materialidade das formas significantes. Os problemas da mediação tecnológica serão ilustrados através de exemplos de literatura contemporânea, nomeadamente o que diz respeito à poesia experimental, aos livros de artista e à banda desenhada.


Organização: Biblioteca e Serviço Educativo de Serralves, em parceria com Projecto “PO.EX’70-80 – Arquivo Digital da Literatura Experimental Portuguesa”, com a Refª PTDC/CLE-LLI/098270/2008, financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia e pelo FEDER/COMPETE da União Europeia, em curso na Universidade Fernando Pessoa e com coordenação científica de Rui Torres.


Biografias dos intervenientes:

Johanna Drucker – Johanna Drucker é Professora no Departamento de Information Studies da Universidade da California em Los Angeles, sendo uma especialista em livros de artista e em questões de preservação, os seus interesses são abrangentes e vão da história do livro e do alfabeto, até estética do digital e design de visualização de informação. Actualmente, também é consultora no projecto PO.EX’70-80.

Manuel Portela – Professor Auxiliar Agregado no Departamento de Línguas Literaturas e Culturas da Universidade de Coimbra, investigador do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra desde 2007 e colaborador no projecto PO.EX’70-80 – Arquivo Digital da Literatura Experimental Portuguesa’ (2010-2013, Universidade Fernando Pessoa).

Pedro Moura – Crítico, professor e investigador de banda desenhada, tendo comissariado exposições e organizado conferências nessa area criativa, escrevendo sobretudo no seu blog lerbd, e coordenando o site www.reirubro.org (em breve). É presentemente doutorando no CEC-FLUL, e é membro-fundador da Oficina do Cego, Associação de Artes Gráficas.

Rui Torres – Rui Torres é Professor Associado na Universidade Fernando Pessoa, onde lecciona seminários de graduação e pós-graduação em comunicação, semiótica, literatura e hipermédia. É também professor convidado em Mestrados da Universidade Nova de Lisboa, Universidade de Santiago de Compostela, Espanha e Universidade de Tallinn, Estónia. Director da Revista Cibertextualidades, tem livros, artigos e outros textos publicados sobre literatura, comunicação e cibertextualidades. É coordenador do projecto “PO.EX’70-80 – Arquivo Digital da Literatura Experimental Portuguesa”, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia com fundos do MCTES e da UE. Também faz trabalhos de escrita criativa digital, a que, por falta de melhor termo, vai apelidando de poesia digital e/ou ciberliteratura, disponíveis em http://www.telepoesis.net


Contextualização do Projecto PO.EX.70-80 – O projecto PO.EX’70-80, financiado pela FCT e tendo como Instituição proponente a Universidade Fernando Pessoa, pretende recolher, classificar e reproduzir, em formatos digitais, a poesia visual e sonora, a videopoesia, o happening e a literatura cibernética dos anos 1970 e 80. A digitalização e classificação de materiais existentes em vários espólios de Serralves, nomeadamente a Colecção Documental “E. M. de Melo e Castro” e a Colecção Documental “Porto 60/70″, permitiu o estabelecimento de uma parceria que contribuiu para um alargamento significativo dos textos a incluir na plataforma digital para divulgação da literatura experimental portuguesa que está neste momento em construção.